PunkMetrics - Especializada em Product Analytics

Você pode ter ouvido o termo product nalytics por aí, mas o que isso realmente significa? Em termos simples, a análise de produto é o processo de coleta e análise de dados para ajudá-lo a entender como seus produtos estão se desempenhando.
Estas informações podem ser usadas para tomar decisões sobre tudo, desde o desenvolvimento de produtos até o marketing e o suporte ao cliente. Em outras palavras, é uma ferramenta poderosa que pode ajudar você a melhorar seus produtos e seus negócios.

Neste artigo vou fazer uma breve introdução sobre o que é product analytics, suas características em qual contexto ele está inserido e como ele se diferencia dos métodos tradicionais de análise de dados.

Antes de mais nada, precisamos fazer uma breve distinção do que é product analytics e o que é data analytics.

Data Analytics

Data analytics na verdade é um grande “guarda-chuvas” que envolve diferentes formas de lidar com os dados que se divide em várias sub-especialidades, como o machine learning, infra-estrutura de dados, modelagem de dados ou visualização de dados “ dataviz”, não vou entrar no detalhe de cada uma pois não é o foco deste texto.

Product Analytics

Na PunkMetrics definimos product analytics como a coleta e análise de dados gerados a partir das ações dos usuários ao interagirem com os produtos e serviços digitais.

Pois bem, product analytics é uma sub-área da disciplina de análise de dados que tem suas raízes no que chamamos de web analytics e sua principal característica é que suas principais fontes de informações são geradas a partir da interação dos usuários com as interfaces digitais do produto. Por isso, vai ter por natureza um peso maior para análise comportamental, que é o que o diferente de análise de dados transacionais ou de log (aqueles registros gravados pela lógica do sistema no banco de dados). E não é por isso que a atuação de product analytics não vai usar desse segundo grupo de informações, pode usar sim ainda mais se você atua como Product Manager, que deve estar super alinhado com a estratégia e modelo de negócio da empresa.

Mas de forma resumida boa parte do foco está nas interações com a interface e nesse caso as famosas ferramentas de web analytics como Google Analytics, Mixpanel, Amplitude, Firebase são os grandes aliados nessa jornada.

As Definições Formais de Product Analytics

Agora que já falamos da parte simples, vamos contemplar aquelas definições formais feitas por diferentes referências do mercado, que também são importantes para construir e consolidar nosso conhecimento.

As definições a seguir são um tradução livre, pois estavam todas em inglês, mas deixo no final o link para os textos originais.

“O termo product analytics se refere ao processo de captura e análise de dados quantitativos através de ferramentas que gravam o comportamento dos usuários.” — Product Plan

“Product Analytics é uma aplicação específica de business intelligence (BI)” utilizando softwares de analytics e relatórios para analisar feedback de clientes, avaliações de produtos, identificar oportunidades e melhorias no produto e padrões de uso…” — Gartner

“Empresas usam product analytics para melhorar a experiência dos seus clientes. Analytics torna o acompanhamento dos usuários mais fácil por automatizar a coleta e gerenciamento das informações” — Mixpanel

“Product Analytics é a aplicação de análise de dados para entender padrões de uso e identificar oportunidades de melhoria nos produtos ao mesmo tempo que otimiza os resultados de negócio e resolver dores dos usuários” — Amplitude

Os benefícios de aplicar product analytics

Essa prática, quando aplicada de forma consistente, confere a sua equipe uma vantagem competitiva frente a concorrente e lhe proporciona a oportunidade de sempre melhorar a experiência que a empresa entrega para seus clientes.
Aqui estão apenas alguns dos benefícios que você pode esperar ver:

  • Aumento da compreensão do comportamento do usuário: com a análise do produto, você pode obter uma melhor compreensão de como os usuários estão interagindo com seu produto. Estes dados podem ajudá-lo a identificar quaisquer pontos de dor ou áreas de confusão, para que você possa corrigi-los antes que se tornem um problema maior.
  • Melhoria no projeto do produto: os dados coletados da análise do produto também podem ser usados para melhorar o projeto de seu produto. Ao entender o que os usuários gostam e não gostam, você pode tomar melhores decisões sobre quais recursos manter e quais abandonar. Você também pode experimentar diferentes opções de design, para ver quais funcionam melhor para seus usuários.
  • Maior percepção do desempenho comercial: A análise do produto não apenas o ajuda a entender como os usuários estão interagindo com seu produto – ela também fornece insights sobre como seu produto está se desempenhando do ponto de vista comercial. Estes dados podem ajudá-lo a acompanhar as principais métricas, como as taxas de aquisição e retenção de clientes, para que você possa medir o sucesso de seu produto ao longo do tempo.

A quem compete Product Analytics

Importante destacar que quando levantamos o assunto de análise de dados em projetos de design e produto (product analytics), automaticamente tendemos a sobrepor funções já existentes nas organizações, como as do time de data analytics, por outro lada muitos profissionais de análise de dados atuam muito mais com os citados dados transacionais do que com digital analytics. Portanto em algumas situações, você como profissional de design e produto terá que tomar a iniciativa de se aventurar em uma ferramenta de digital analytics ou até mesmo solicitar a implementação de uma. 

Então a quem compete product analytics, literalmente essa disciplina compete a Product Managers, UX Designers e quem mais quiser se apropriar desse recurso para trazer mais valor para seu processo de tomada de decisão ou acompanhamento diário. E em muitos dos casos vocês serão os protagonistas das iniciativas de product analytics na empresa mesmo que exista uma equipe de data analytics.

Agora se por um acaso você tem a sorte de trabalhar com uma equipe incrível, que já tem conhecimento prévia de implementação e exploração de web analytics, esses profissionais de dados passam a ser seus aliados, e a ideia é realmente trabalhar juntos.

Como começar com a análise de produtos

Então você quer começar a rastrear e analisar seus dados de produto? Aqui estão algumas dicas para ajudar você a começar:

  1. Comece pelo objetivo do negócio, passando pelo objetivo do produto e em seguida objetivo da feature ou parte do produto que seu time é responsável. Verifique se todos estão alinhados em torno dos mesmo objetivos.
  2. Defina o que deve ser rastreado de interações do produto de acordo com os objetivos listado na etapa anterior. Lembrando que nem tudo precisa ser rastreado, então defina quais dados são mais importantes para você.
  3. Escolha uma ferramenta de product analytics para fazer o rastreamento. Há uma série de ferramentas disponíveis no mercado, as mais populares são Google analytics, Heap, Mixpanel, Amplitude, Hotjar e Fullhistory. Preparamos uma lista extensa e detalhada neste post.
  4. Criar uma rotina para analisar e interpretar os dados. É aqui que começa o verdadeiro trabalho! Certifique-se de manter uma frequência de acompanhamento para identificar tendências e padrões ou discrepâncias. Só assim uma cultura de uso de dados irá imergir na equipe.
  5. Transforme os dados em ação: com as constatações feitas a partir dos dados, direcione suas decisões de produto, priorizações e ux. Implemente mudanças com base no que você aprendeu e veja como isso afeta o sucesso de seu produto e a experiência dos usuários.

Aprenda product analytics com o curso da PunkMetrics

ux metrics 2.0 product analytics

As melhores ferramentas para product analytics


Quando se trata de análise de produtos, ter as ferramentas certas pode fazer uma grande diferença. Afinal, trata-se de coletar e analisar dados a fim de identificar padrões e desenvolver insights. Na PunkMetrics, recomendamos altamente ferramentas como Google Analytics, Firebase, Mixpanel e Segment para ajudá-lo em seus esforços de análise de produtos.
Estas ferramentas versáteis permitem não apenas coletar dados, mas também criar relatórios detalhados e identificar comportamentos, tendências e oportunidades dos usuários. Além disso, todas elas oferecem planos gratuitos para que você possa começar imediatamente! Com as ferramentas de análise de produto certas ao seu lado, você será capaz de avaliar os níveis de envolvimento do usuário, analisar as viagens do cliente e até mesmo acompanhar a satisfação do cliente.


FAQ sobre Product Analytics


Você ainda pode ter algumas perguntas sobre análise de produtos, e tudo bem! Aqui está uma lista das perguntas mais comuns que recebemos:
P: O que é análise do produto?
R: A análise do produto é um processo utilizado para medir e analisar o desempenho dos produtos. Envolve a coleta de dados do comportamento do usuário e outras fontes para informar as decisões sobre o produto.
P: Quais são os benefícios da análise do produto?
R: A análise de produto pode ajudá-lo a identificar áreas de melhoria para seu produto, assim como tendências e comportamento do usuário. Isto permite que você tome decisões mais bem informadas sobre a direção do seu produto.
P: Como posso começar a usar a análise de produtos em minha empresa?
R: Há várias maneiras de começar a utilizar a análise de produtos, dependendo dos recursos e necessidades de sua empresa. Recomendamos fazer nossos cursos a fim de obter uma compreensão completa do processo!


Conclusão


Então, o que é a análise do produto? Em poucas palavras, é o processo de utilização de dados para melhorar seu produto. Isto pode incluir desde a compreensão de sua base de usuários até a medição do impacto de suas mudanças. E, graças à riqueza de dados disponíveis hoje em dia, não há desculpa para não tirar proveito disso!
Se você está procurando começar com a análise do produto, aqui estão algumas dicas:

  1. Comece por entender seus objetivos. O que você quer alcançar com seu produto?
  2. Coletar dados a partir do maior número possível de fontes. Isto inclui dados de usuários, dados demográficos, dados competitivos, e muito mais.
  3. Use esses dados para identificar tendências e padrões.
  4. Tomar medidas com base nesses dados. Experimente novas características, mudanças ou experimentos e meça os resultados.
  5. Seja consistente. A análise do produto é um processo contínuo, e você deve estar sempre procurando maneiras de melhorar seu produto.

Aprenda product analytics com o curso da PunkMetrics

ux metrics 2.0 product analytics

Links de referências:

Product Plan, Gartner MixPanel, Pendo, CLX, Amplitude.

Deixe um comentário